Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2014

Culpados

O SEU A SEU DONO
REFLEXÃO DE FIM DE ANO

Texto do Corionel Sousa e Cstro


Uns anos atrás recorri às urgências do Amadora-Sintra acompanhando uma familiar.
Passados os sempre angustiantes tempos de espera, segui a doente em maca para o SO. ( Sala de Observação).
Um " open space" exíguo onde médicos , enfermeiros , acompanhantes e macas se acantonavam com dificuldade. A privacidade dos doentes era conseguida à custa de umas cortinas em pano .
Entre espera de análises, observação médica e impasses vários, perdi a paciência e comecei a protestar.
Um médico, já de idade, reconheceu-me. Agarrou-me com delicadeza pelo braço e disse-me:
- Senhor " capitão" eu sou o responsável por este serviço, não diga mais nada, o senhor que tal como eu esteve em África em situações difíceis venha, venha ver o inferno de Dante.
Andei apenas alguns metros e achei-me num corredor, ao lado do SO, atravancado de doentes em maca que por sua vez dava para três espaços mais largos todos eles também com macas encostadas umas às outras e os doentes nas mais incriveis condições.
O médico disse-me:
- é para aqui que a sua mãe vem, pois não temos vagas nas enfermarias e quartos.
No dia seguinte a situação permanecia idêntica e a saúde daquela que foi a minha segunda mãe ameaçava ruir. Assinei um termo de responsabilidade, retirando-a do Hospital, levando-a para a Cruz Vermelha e salvando-lhe a vida.
O que fizemos nós portugueses para merecer a realidade que este apontamento retrata ?
A minha geração e a de tantos portugueses arrostou com a guerra colonial, nasceu em Ditadura tendo-lhe posto termo com coragem e lançou as bases de uma sociedade Livre, Pluralista e que se pretendia Democrática.
E que fez a geração seguinte ? A dos nossos filhos ?
Optou pelo lado mais fácil , delapidou recursos, excluiu estratégias, abastardou os valores, glorificou as aparências e o consumo fútil e quase sempre caro, incensou e elegeu hordas de corruptos que durante anos esmifraram o erário público e parasitaram a iniciativa privada, delapidou todo o património Nacional tornando-se finalmente num grupo de capatazes servis.
A geração de Sócrates, Passos Coelho, Santana, Durão , Relvas, Varas, Portas & cª ficará na História de Portugal, como a geração da mediocridade enfatuada.
Se foi este o preço a pagar pela Liberdade e Democracia, convenhamos que é um preço demasiado elevado.

O meu comentário

 

Tem toda a razão caro Coronel Sousa e Castro. mas eu vou colocar-lhe outra questão que já coloquei nesta página várias vezes. Ou melhor vou fazer perguntas:

Quem foi que educou essa geração de que o meu amigo fala? Quem foi que criou e deu tudo isso à geração que nos seguiu e que não defendeu, antes pelo contrário, delapidou tudo aquilo por que lutamos?

Não fomos nós? Claro que fomos nós que não soubemos acautelar o nosso futuro e também o futuro das gerações que nos seguiram e seguem. Fomos os culpados mas foi a nossa falta de experiência de viver em democracia. Conquistamo-la mas não soubemos consolidá-la, não fomos capazes de identificar os nossos inimigos e separar o trigo do joio.Tal como dizia o filósofo, Quem o seu inimigo poupa às suas mãos lhe morre.

Caramba. Eu tenho a quarta classe tirada em 1957 numa aldeia encravada junto à Serra da Lousã. À data do 25 de Abril era um jovem e simples operário da construção civil, tinha 27 anos e zero conhecimentos sobre política. Fiz parte de comissões de trabalhadores, organizações sindicais, etc, etc. Lutamos nas ruas, nas fábricas, nas Unidades Colectivas de Produção, etc, etc. Vi tantas das minhas lutas serem derrubadas e menosprezadas por aqueles que defendi junto do patronato mais reaccionário. Mas pior do que isso foi assistir ao desmoronar de todo esse capital por aqueles que a pouco e pouco foram ocupando os lugares do poder e também por aqueles que tinham conquistado o poder com dignidade e honra e o entregaram de mão beijada nas mão de incompetentes, arrivistas e oportunistas de toda a espécie incluindo os Durões, os Santanas, os Portas, os Limas e toda a corja que hoje se sustenta do sangue que suga impunemente a este povo massacrado. E aí meu caro Coronel Sousa e Castro, Você e o grupo dos Nove do qual fazia parte activa, tenha muita paciência, mas não posso deixar de dizer-lhe com todas as letras que é um dos principais culpados. Só posso desculpar e aceitar derivado ao facto que já referi atrás. A falta de Experiência de viver em democracia, e a falta de experiência para viver em democracia. No fim somos todos culpados de termos chegado ao ponto que chegamos.

publicado por lino47 às 13:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Refugiados e imigrantes

. Será verdade?

. O Professore Catedrático

. Professores.

. Dos fracos não reza a his...

. comentários

. A Guerra na Síria

. O eucalipto

. O meu patrão é rico

. Cavaco Silva

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds