Segunda-feira, 28 de Abril de 2014

A condecoração de Ronaldo

 A Presidência da República anunciou no seu site a decisão de condecorar, Cristiano Ronaldo. Segundo a declaração, o Presidente resolveu agraciar Ronaldo com a Ordem do Infante D. Henrique, por ser “um símbolo do país” e “um exemplo para as novas gerações”. Infelizmente, não poderia ser mais verdade: Cristiano Ronaldo é mesmo um exemplo para as “novas gerações”. É um exemplo de como não têm outra solução que não abandonar o país se querem ter uma oportunidade de ter um futuro melhor.

Ronaldo, como milhares de jovens portugueses, recebeu uma formação de qualidade que lhe permitiu estar particularmente bem qualificado para exercer a sua actividade profissional. No seu caso, não a recebeu nas faculdades de Economia da Nova ou da Católica, mas nas “camadas jovens” do Sporting, cuja qualidade e oferta de “saídas profissionais” facilmente se atesta se olharmos para os plantéis de várias equipas por essa Europa fora, ou para a lista de jogadores que receberam o prémio de Melhor Jogador do Mundo nas últimas décadas. Como muitos desses milhares de jovens, Ronaldo rapidamente emigrou, procurando melhores oportunidades de trabalho no estrangeiro. Se tivesse continuado no Sporting, não indo para o Manchester United e depois para o Real Madrid, Ronaldo nunca seria o que é hoje: nunca teria ganho tanto dinheiro como ganhou, nunca teria ganho tantos títulos, tantos prémios, nunca teria “contribuído para a projecção internacional do país” como a Presidência diz que fez. O mesmo acontece com esses milhares de jovens, que têm de procurar no estrangeiro as oportunidades que Portugal não lhes oferece. Outros, por falta de potencial ou por receio, vão ficando, e pouco lhes resta para além de tentarem fazer o melhor possível com o que por aqui vai havendo, e lamentarem a sua permanência aqui no cantinho.

Se não estou em erro, Vasco Pulido Valente escreveu em tempos que “os nossos emigrantes não são algo a celebrar nem a lamentar”. Se não foi Pulido Valente quem o escreveu, foi um outro qualquer, e quem quer que tenha sido, tinha toda a razão. O sucesso que Cristiano Ronaldo, e outros que como ele emigram, conseguiu obter em Inglaterra e Espanha numa medida em que nunca obteria em Portugal, não deve obviamente ser lamentado, pois se é verdade que deixaram o seu país, também é verdade que o fizeram para terem uma vida melhor, e em muitos casos, conseguiram-no. Mas muito menos é algo a ser celebrado – por nós, pelo menos – pois mostra apenas a triste circunstância de Portugal não lhes dar oportunidades similares.

A condecoração de Ronaldo pelo Presidente não é uma celebração do seu sucesso. É uma cerimónia de propaganda, em que o Presidente explora esse sucesso de Ronaldo, colando-se a ele na esperança de que, como que por osmose, alguma da simpatia popular pelo jogador transborde para Belém, numa altura em que o seu temporário inquilino dela está desprovido. É uma atitude que se torna ainda pior, por a par do sucesso de Ronaldo estar o fracasso do país. Ronaldo – para sua sorte – não é um símbolo de Portugal. É um símbolo, isso sim, do que é possível fazer “lá fora”, e não é “cá dentro”. A culpa, obviamente, não é dele, que até merece toda e qualquer condecoração que lhe queiram dar. É de quem o vai condecorar, e outros como ele, que fizeram do país aquilo que é.


 

 

publicado por lino47 às 12:58
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Refugiados e imigrantes

. Será verdade?

. O Professore Catedrático

. Professores.

. Dos fracos não reza a his...

. comentários

. A Guerra na Síria

. O eucalipto

. O meu patrão é rico

. Cavaco Silva

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds