Sexta-feira, 3 de Janeiro de 2014

...

FAZEDORES DE OPINIÃO

 

Actualmente existem em Portugal uma quantidade de fazedores de opinião que é de bradar aos céus e aos infernos, de tantos e tão dessiminados se encontram. Eles são jornalistas, eles são médicos, eles são advogados, eles são treinadores de futebol, eles são comentadores políticos, há de tudo para todos os gostos.

         Na televisão e nos jornais são mais do que as mães os botadores de                              opinião.

Eles botam opinião sobre futebol, botam opinião sobre politica, botam opinião sobre o aeroporto da Ota que afinal já não é na Ota, botam opinião sobre a pequena Madeleine, sobre o Cabo Costa.

E o mais engraçado, é que parecem saber de tudo tal a desfaçatez com que dizem da boca para fora as piores bacoradas.

Não posso no entanto, como simples cidadão, deixar passar sem deixar uma vénia muito especial a alguns comentadores entre os quais saliento os Dr. Emídio Rangel, o Dr. Moita Flores, Nuno Rogeiro e mais alguns poucos que sabem o que dizem e não precisam de dizer muito para dizerem muitas coisas.

Estes são os poucos cronistas de quem leio as crónicas com o maior dos interesses.

Posso no entanto dizer com à vontade que a maioria dos outros escrevinhos e comentadeiros só o são com o único fim de denegrir o país e o governo que o representa e ganhar dinheiro nas suas crónicas semanais com a seu arrazoado de ideias pré-concebidas.

Também é verdade que alguns jornais e televisões dão uma grande ajuda.

Uns porque tem que fabricar noticias e os meios são caros para ir procurá-las.

Outros preferem passar grande parte do tempo de programação a encher chouriços e a dar telenovelas de fraca e muito fraca qualidade.

Sigo sempre com muita atenção e sempre que tenho disponibilidade os debates do Prós e Contras. E nestes últimos dias tenho apreciado sobremaneira os tais fazedores de opinião a criticar a localização do aeroporto na Ota.

Desde pilotos, passando por advogados, políticos de meia tigela, e treinadores de futebol como o Sr. José Mourinho, toda a gente largou uma ou outra asneira.

Eu gostava de saber se quem faz a selecção dos convidados para o debate tem algum critério de isenção ou se a selecção é feita entre amigos e amigos dos amigos. É que isenção não vejo nenhuma.

Creio que o normal, penso eu, num debate desta natureza seria convidar pessoas com capacidade técnica para discutir o assunto com isenção e conhecimento de causa.

Ah! é verdade, o Sr. José Mourinho afinal foi nas cerimónias do dez  de Junho que lançou a atoarda.

Por sinal sitio para onde tinha sido convidado de honra da mais alta entidade política da nação.

Tenham juízo e cuidado, porque um dia o Zé Povinho pode muito bem chegar à conclusão de que está SUBSÍDIO DE NATAL EM DUODÉCIMOS: O QUE É ISSO?
Eu não sou trabalhador.
Mas já fui trabalhador por conta de outrem durante 52 anos. 
Para ter a garantia de alguma qualidade de vida na velhice, aceitei que me descontassem uma percentagem do meu ordenado durante 45 anos.
O Estado não negociou comigo se eu queria ou não construir esse pé de meia, mas eu aceitei a imposição e deixei que o estado gerisse e usasse o meu pecúlio a seu belo prazer, com a condição de proceder à sua devolução em suaves prestações quando eu abandonasse a minha actividade laboral, e até ao fim da minha vida.
Mais tarde, entendi que o estado não estava a ser cumpridor e o valor das prestações que me devolvia não condizia com aquilo que eu tinha descontado ao longo de 45 anos e reivindiquei, negociei e levei o estado a pagar mais dois meses por cada ano, a que se deu o nome se subsídio de Natal e subsídio de férias.
Até que um dia, alguém se lembrou que o acordo que o estado tinha negociado comigo, e que até então tinha sido respeitado, deveria ser alterado e sem querer saber se eu estava de acordo ou não, resolveu subverter a regras do jogo e não só reduzir as prestações, aplicando-lhe impostos, como deixar de pagar ou pagar os subsídios em pequenas prestações.
Claro que eu não estou de acordo.
Se eu confiei no estado para ser o meu fiel depositário de uma verba que é minha, que eu poupei ao longo de tantos anos, não tem agora o direito ao abrigo de uma crise que eu não sou minimamente culpado, inverter as regras do jogo e dispor das minhas poupanças como lhe der na real gana.
Eu quero, eu exijo, eu reivindico, porque tenho esse direito, que me seja pago tudo aquilo a que tenho direito, tal como está definido na lei e como ficou assente entre as partes após as negociações efectuadas a partir de 25 de Abril de 1974.
A. J. Carvalho

E por aqui me fico, senão daqui a pouco já estou como eles.

publicado por lino47 às 15:18
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O Professore Catedrático

. Professores.

. Dos fracos não reza a his...

. comentários

. A Guerra na Síria

. O eucalipto

. O meu patrão é rico

. Cavaco Silva

. O Marquês

. Amadeu Homem

.arquivos

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds