Segunda-feira, 25 de Maio de 2020

Coisas



 Isso mesmo jorge, eu que nasci em 1944, sei bem porque passamos, embora fosse-mos dez os que tinham um filho eu dois,era a mesma coisa.
 Eu tenho por costume dizer e é verdade que antigamente até os ricos eram pobres. Em casa dos Vieiras que era uma das casas mais fartas da aldeia a comida era controlada para cada pessoa, tinham umas quatro criadas mas ficavam muitas vezes mal alimentadas e até com fomeca. E não havia cá sobremesas para ninguém nem vinhos bons. Na casa da Avessada havia mais fartura porque tinham só dois filhos negociantes em Lisboa e os proprietário com a ajuda de dois empregados a tempo inteiro criavam dois porcos com mais de cento e cinquenta quilos, galinhas, coelhos, tinham muito azeite, vinho, milho, trigo, batatas, hortaliças, legumes, etc. Os porcos eram pesados em arrobas e não era raro um porco para carne ter mais de dez ou doze arrobas.

Deixa lá. Já ninguém se lembra da farturinha que era. Farturinha digo bem mas era de gente que se acidentava nos locais de trabalho, os patrões mandavam embora e era ver famílias inteiras andarem de aldeia em aldeia estropiados, com os filhitos à retaguarda a pedir uma tijelinha de sopa ou um bocado de pão para matar a fome. Já foi há muito tempo pá. Uns não sabem outros não querem saber e outros ainda dizem que é mentira que no tempo da outra senhora não havia fome. Eu sou um gajo bué de novo , não passei fome, não morri de fome mas podia muito bem ter morrido de subnutrição e tenho a certeza de que cem por cento das refeições que comi, comia mais um bom bocado, tive os primeiros sapatos quando fiz o exame da quarta classe aos dez anos em1957 e foi a minha irmã mais velha com 21 anos que era criada de servir que mos comprou. Mas também ninguém se lembra da quantidade de pessoas dementes que deambulavam sem eira nem beira à mingua de um naco de broa e a dormir nos palheiros e barracões abandonados e muitas vezes até debaixo dos aquedutos das estradas.

publicado por lino47 às 01:32
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Coisas

. O COVID 19

. O racismo existe

. Há racismo? Há!

. A Televisão nacional a qu...

. O Negócio da banha da cob...

. Dinheiro a quanto obrigas

. Histórias de Natal II

. Histórias de Natal

. Os populistas

.arquivos

. Maio 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Dezembro 2019

. Outubro 2019

. Agosto 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds