Sexta-feira, 14 de Agosto de 2015

Paulo Portas mete nojo

A forma como Portas se pavoneia na política assenta em três truques elementares: fazer-se de vítima, chamar maus aos que não acreditam na mistificação e convocar o maior número possível de portugueses a apiedarem-se do menino. Para carpideiras tem convocado de umas vezes a lavoura, de outros pescadores, de umas vezes pensionistas, de jovens empreendedores, umas vezes velhinhos, de outras ex-combatentes. Esta manobra tem obtido um indiscutível sucesso. O que prova o talento de Portas e a bondade do bom povo.

A mais recente rábula do género está em curso, com as queixas sobre a não ida do salvador das exportações aos debates na TV. Portas, ao contrário de outros personagens menores que têm tido passagens efémeras pelos palcos da política, possui uma formação cultural sólida. Tal como Marcelo Rebelo de Sousa, já agora. E isso diferencia-os. São como os cantores que parecem pimbas, mas frequentaram o conservatório. Sabem da arte de vender gato por lebre, ou de levar os burros a comer a palha. Na verdade, Portas está a deitar mão a uma prática com origem na antiguidade, a que os romanos fizeram corresponder ao deus Janus, que representaram com duas faces, olhando para a frente e para trás.

É a figura do actual bipolar Portas, um pós-moderno entre tansos, que se apresenta tanto como um bondoso inocente, como um crápula maquiavélico. É o deus das transições. A figura de Janus está associada a portas (reais), a entradas e saídas, estas falsas e facilmente revogáveis.

Portas, como Janus, deseja garantir as vantagens de aparecer diluído nas malfeitorias da actual maioria e, simultaneamente, surgir como o mordomo da festa de promessas de bodo aos pobres da grande caixa da coligação PàF.

Para olhar simultaneamente para a frente e para trás, Portas conta com a estupidez da assistência – que o tem suportado e aclamado sem falhas até ao presente.

Para se apresentar a exigir falar, aparecer, dizer, debitar umas frases de bom efeito, conta que os portugueses e geral e os cúmplices da comunicação social lhe façam a pergunta se a sua posição sobre os grandes temas das eleições é diferente da da coligação. Ele dirá candidamente que tem uma outra sensibilidade para os assuntos. Portas é um sensível da política.

A rábula de Paulo Portas vai exigir a reconstrução da figura de Janus, com a cara de Passos Coelho num lado e a de Paulo Portas no outro. E, já agora, a de alterar a publicidade de alguns detergentes. Através de Portas, em vez do vulgar dois em um, a coligação PàF propõe o um em dois. Qualquer coisa do género do que Millor Fernandes, o humorista brasileiro, dizia a propósito do jornal «O Pasquim»: cada exemplar é um número e cada número é um exemplar.

Alguém devia perguntar ao Janus Portas se existe uma PàF Paulo, que olha para a frente uma PàF Pedro, que olha para trás. Alguém devia perguntar a Portas se ele exige ir aos debates explicar as vantagens entre matar com anestesia ou a frio.

De Carlos Matos Gomes com veneração.

 

publicado por lino47 às 14:18
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Amadeu Homem

. Um arrazoado

. estátua de sal

. Marques Mendes

. ...

. Televisão

. Mais fátima

. ...

. ...

. Venezuela

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds