Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2016

AMINHA GERAÇÂO; MÀRIO SOARES E A DESCOLONIZAÇÂO

19 h ·
 

A MINHA GERAÇÃO, MÁRIO SOARES E A DESCOLONIZAÇÃO
Aceito e compreendo que haja algumas pessoas que não gostem de Mário Soares. Afinal de contas, ele sempre lutou para que cada qual pudesse exprimir livremente a sua opinião, sem consequências. A isso chama-se Democracia. Só não compreendo é que haja uns quantos que venham aqui ser malcriados na casa dos outros. A todos os que apanhei por cá, descompostos e agressivos, dei-lhes o devido correctivo. Não tanto por pensarem diferente de mim e da grande maioria, porque sabem que isso aceito bem; mas por terem sido, em alguns casos, grosseiros e boçais, injustos e fascistóides. Aqui ninguém precisa de pensar o mesmo que eu, mas tem de saber respeitar o espaço que não é o seu. Constato também que os maiores disparates hoje proferidos, aqui e em muitos outros lados, têm ainda hoje a ver (sobretudo) com o processo da descolonização de Angola. A esses eu peço, ainda mais uma vez, que se lembrem dos factos históricos. Que tenham presentes os dez preciosos anos que Salazar perdeu, rígido e empedernido, sem negociar nada com ninguém. Que releiam os jornais de Abril e Maio de 1974, hoje todos disponíveis na Net, onde se verifica que não havia condições físicas, humanas e psicológicas para contrariar a força da História. Dou a esses recalcitrantes, como exemplo, o meu caso. É o exemplo de um entre muitos outros. A minha família nunca teve nada a ver com Angola e eu também não. Nunca de lá tirámos um centavo, nem a tal almejámos. E eu, que viajei por quase cem países, nunca lá pus os pés uma única vez até hoje, e isso não foi por acaso. Porque Angola não era o meu mundo e esse mundo não me interessava, nem me interessa pessoalmente, ainda hoje. Assim, foi realmente muito insensato alguém imaginar que uma pessoa como eu aceitasse sair daqui para ir lutar em Angola, de armas na mão, por uma causa que eu repudiava totalmente e que, ademais, contrariava tudo o que eu queria para o futuro do meu país. É tão simples como isso. Por isso, é forçoso reconhecer que a independência de Angola foi a possível, em 1974-1975, tendo presente a guerra civil no terreno e o completo alheamento que a minha geração tinha pelo conflito. É uma estupidez acreditar que um político, qualquer que ele fosse, mesmo sendo o talentoso e internacionalmente influente Mário Soares, pudesse ter alterado, em tais circunstâncias, o rumo dos acontecimentos. É a última vez que explico isto, que devia ser tão óbvio, aos parvalhões que ainda hoje, mais de quarenta anos passados, continuam a escrever e a dizer que Mário Soares podia ter feito mais, melhor, ou diferente. Mas com que meios humanos, materiais, militares, ou políticos? Ele não podia, mesmo que quisesse, fazer diferente, porque nós, os da minha geração, não o queríamos! Nisso, Salazar teve em seu tempo alguma razão. Quando ele disse que a guerra se "perdia" na retaguarda. E foi isso mesmo o que aconteceu. Porque a "nossa" retaguarda, que era o meu país, queria Democracia, Liberdade e Descolonização. Não queria mais Angola! E estávamos no nosso direito. Lamento muito, mas a vida é mesmo assim e há coisas que têm de ser ditas com toda a clareza. Agora já perceberam, ou ainda vão precisar de mais 40 anos?

Foto de António Ribeiro.
 
GostoMostrar mais reações
Comentar
publicado por lino47 às 20:06
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. O Marquês

. Amadeu Homem

. Um arrazoado

. estátua de sal

. Marques Mendes

. ...

. Televisão

. Mais fátima

. ...

. ...

.arquivos

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds