Quinta-feira, 26 de Junho de 2014

Ainda o mundial de 2014

Primeiro perdemos. Depois empatámos. E agora ganhámos. Estávamos no bom caminho e vieram com o raio das regras arcaicas e corruptas da FIFA para impedir a continuação de Portugal no Mundial. Não há direito!

Tivemos o mesmo número de pontos do que os Estados Unidos mas, ao contrário dos EUA, que foram piorando com cada jogo, Portugal foi melhorando. Quem é que merecia mais passar aos oitavos-de-final? Parece-me que é injusto premiar quem foi piorando e mandar embora quem tanto melhorou.

Lá para o fim do jogo contra o Gana, Portugal tinha finalmente arranjado o balanço para fazer um belo Mundial. No fundo, o que nos lixou foi só um pequeno atraso na sincronização conjuntural, como diziam nos anos 70.

Foi só por causa daquela maldita cabazada da Alemanha que fomos imoralmente eliminados. À Alemanha pedia-se apenas que ganhasse por 3-0 aos EUA: coisa que poderia ter feito, se tivess jogado com metade do gás com que jogou contra Portugal.

A certa altura, quando o Gana e Portugal estavam empatados e já não havia tempo para Portugal marcar os golos todos de que precisava, eu já estava a torcer pelos valentes ganenses. Se tivessem ganho por 2-1 já os EUA não seriam apurados.

Estão de parabéns os jogadores da selecção portuguesa que deram tudo o que tinham, a começar pelo grande Cristiano Ronaldo, que nos levou ao Brasil.

Não só poderia ter sido muito pior - veja-se a Inglaterra - como até poderíamos ter sido apurados com um bocadinho mais de sorte. Mas pronto, está bem, ficamos assim, continuamos amigos, a malta depois combina qualquer coisa.

Passarei a torcer incondicionalmente pela selecção brasileira e espero que os jogadores e técnicos portugueses gozem um merecido descanso, seguindo o belo exemplo de Carles Puyol, fotografado, felicíssimo, numa praia espanhola a beber uma boa cerveja mexicana pelo gargalo.

O Velho Mundo que se lixe (mais a Alemanha também): venha o Novo que foi para isso que o descobrimos. Força, Brasil!

 

 
publicado por lino47 às 21:11
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

Incompetência das finanças

MAIS UMA PROVA DA (IN)COMPETÊNCIA DOS SERVIÇOS DE FINANÇAS
Pessoa das minhas relações, recebeu há largos meses uma carta da Bélgica para pagar uma dívida de mais de dois mil euros aos serviços aduaneiros por falta de pagamento de IRS referente ao ano de 2008.
Como essa pessoa nunca exerceu qualquer actividade laboral ou comercial num país estrangeiro, contestou a acção e enviou documentação para os serviços de Finanças belgas justificando o facto e apresentando provas em como os seus documentos tinham sido roubados do interior do carro em 2003, assim como apresentou a respectiva prova de queixa na polícia judiciária.
Apresentou inclusivamente provas de que os seus documentos foram mais tarde apreendidos em Espanha nas mãos de uma cidadã romena e apresentou provas de ter sido chamada a tribunal para eventual identificação de vários indivíduos suspeitos de pertencerem a uma rede de roubo, falsificação e tráfico de documentação.
Em virtude das provas apresentadas, pensava esta pessoa que o processo tinha ido arquivado e o assunto tinha sido dado como encerrado.
Puro engano:
Eis senão quando, passados que são cerca de dois anos, os serviços aduaneiros portugueses lhe enviam baseados no mesmo processo uma carta a exigir-lhe o pagamento de mais de quatro mil euros, relativos à mesma dívida mas já com juros de mora, encargos judiciais e ameaça de penhora de bens ou remunerações salariais...
Esta pessoa ficou em pânico e eu pergunto:
Os serviços aduaneiros portugueses além de rapinarem tudo quanto podem aos já de si desgraçados cidadãos portugueses ainda servem de lacaios ou moços de recados das finanças dos outros países para lhes resolverem os problemas?
Claro que esta pessoa não vai pagar um chavo, mas vai ter de contratar advogados para lhe resolverem o problema, vai perder tempos infinitos em balcões das Finanças, em tribunal, vai andar enervada durante meses, por culpa da incompetências dos serviços aduaneiros belgas e portugueses e quando daqui por muito tempo, porque é o normal, o processo for arquivado, ninguém de certeza absoluta lhe pedirá desculpa ou a ressarcirá dos prejuízos causados, quer financeiros, quer morais ou psíquicos.
Gosto

 

publicado por lino47 às 13:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Amadeu Homem

. Um arrazoado

. estátua de sal

. Marques Mendes

. ...

. Televisão

. Mais fátima

. ...

. ...

. Venezuela

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.favorito

. Burla

blogs SAPO

.subscrever feeds